Abaixo a Intervenção militar no Rio de Janeiro!

O decreto de Intervenção Federal assinado pelo golpista que usurpa a Presidência da República, atribui ao exército a responsabilidade pela segurança e, até mesmo, pelo orçamento do Estado do Rio.

O pretexto para mais este golpe, que aprofunda o Golpe de Estado de 2016,  a violência vista no carnaval, é apenas mais uma das máscaras e manipulações tão comuns aos golpistas. O que, de verdade, se viu no carnaval foram milhões de foliões nos blocos de rua ridicularizando os diversos aspectos do Golpe de Estado.

O desvio de natureza das Forças Armadas, que é  de proteção do território e do povo contra invasores externos, só pode ser compreendido se entendermos que, para os golpistas, o inimigo real é o povo.  

Não é coincidência que, em todos os países, os direitos trabalhistas e previdenciários da população estejam sob ferrenho ataque e que governos de qualquer país que ofereçam alguma resistência a estes planos sejam vítimas de uma guerra midiática, jurídica e até militar.

O impeachment de Dilma, a condenação de Lula e as mobilizações militares dos EUA na fronteira da Venezuela são parte desta guerra, que agora foi declarada diretamente contra a população que tenta resistir ao golpe no Rio de Janeiro.  

 

Fonte: BOLETIM NACIONAL DOS COMITÊS – ANO 01 – NUM 05 – 19 FEVEREIRO 2018

BAIXE A EDIÇÃO COMPLETA EM PDF

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *